Após 3 anos de restauro, igrejas de Valência são reabertas

ROMA, 25 MAI (ANSA) - Após três anos de restauração, as igrejas de São Nicolau de Bari e de São Pedro de Mártir, em Valência, foram reabertas ao público mais belas do que nunca.   


As obras foram realizadas pela Universidade de Valência e pela Universidade Politécnica da Arquidiocese, que recuperaram mais de 2 mil metros quadrados de afrescos, pinturas e fachadas.   


O projeto foi financiado pela fundação da empresária espanhola Hortensia Herrero, que doou 4,7 milhões de euros para a restauração das construções. As igrejas são consideradas importantes referências da arquitetura gótica medieval.   


Para restaurar pinturas, fachadas e janelas dos edifícios, foram aplicadas novas técnicas como tratamento a laser, as mesmas usadas no Japão para a recuperação de papéis corroídos por bactérias.   


As obras foram lideradas por 100 profissionais, incluindo o arquiteto do Instituto para os Bens de Restauro da Politécnica de Valência, Carlos Campos, e o ex-restaurador dos afrescos de Michelangelo na Capela Sistina, Gianluigi Colalucci. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos