Sergio Moro condena Eduardo Cunha a 15 anos de prisão

SÃO PAULO, 30 MAR (ANSA) - O juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, condenou nesta quinta-feira (30) o ex-presidente da Câmara dos Deputados e deputado cassado, Eduardo Cunha (PMDB), a 15 anos e quatro meses de prisão por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta. O caso ao que o ex-parlamentar foi condenado refere-se ao pagamento de propina na compra de um campo petrolífico pela Petrobras em Benin, na África, em 2011.   


Na suas justificativas para a prisão, Moro ressalta ainda que "considerando as regras do artigo 33 do Código Penal, fixo o regime fechado para o início do cumprimento da pena". No entanto, ele afirma que a "progressão de regime para a pena de corrupção fica, em princípio, condicionada à efetiva devolução do produto do crime, no caso, a vantagem indevida recebida".   


Cunha está preso de maneira preventiva em Curitiba desde o dia 19 de outubro do ano passado e a acusação apontava que ele teria recebido uma propina de 1,3 milhão de francos suíços. Essa é a primeira condenação do ex-presidente da Câmara na Lava Jato, onde foi citado por diversas vezes em delações de executivos de empreiteiras. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos