Veneza receberá bienais de dança, teatro e música neste ano

ROMA, 26 ABR (ANSA) - Além da Bienal de Artes, este ano Veneza também receberá outros três importantes festivais, os de dança, teatro e música, que alegrarão as ruas da cidade italiana de junho a outubro em um espaço de beleza, inovação e ênfase em talentos já consagrados e naqueles que ainda irão ganhar fama.   


Em 2017, será a vez da dançarina e coreógrafa norte-americana Lucinda Childs, da cenógrafa alemã Katrin Brack e do compositor chinês Tan Dun a serem premiados com o Leão de Ouro das três variedades artísticas. Já os Leões de Prata deste ano irão para a performer e coreógrafa canadense Dana Michel, à cineasta polonesa Maja Kleczewska e ao compositor japonês Dai Fujikura. No dia 23 de junho as bienais de Veneza têm início com o Festival Internacional de Dança Contemporânea. A abertura do evento contará com três clássicos do repertório de Childs. Um deles é "Dance", manifesto do minimalismo abstrato, da qual a dançarina é pioneira, que foi criado com a colaboração de Sol LeWitt e Philip Glass e que será apresentado pela primeira vez na Itália com o film-décor que LeWitt criou em 1979. Outros artistas que terão seus trabalhos apresentados na cidade italiana são Alessandro Sciarroni, Clara Furey, Louise Lecavalier e Marie Chouinard.   


Já o Festival Internacional do Teatro de Veneza ficará em cena de 25 de julho a 12 de agosto com um enfoque na direção, principalmente na feminina, com 9 diretoras provenientes da Itália, Alemanha, França, Holanda e Estônia para mostrar o panorama europeu atual. Em sua maioria, as mulheres têm mais de 40 anos e uma carreira já consolidada.   


A Bienal de Teatro será inaugurada com a polonesa Kleczewska com a peça "The Rage", do texto de mesmo nome de Elfriede Jelinek, que começou a escrevê-lo depois do ataque ao jornal satírico francês "Charlie Hebdo", em Paris. Entre outras atrações também se destaca a trilogia de Maria Grazia Cipriani, fundadora do Teatro del Carretto, na Itália, com o figurinista e cenógrafo Graziano Gregori. Já o Festival Internacional de Música, que acontecerá entre 29 de setembro a 9 de outubro e que terá o Oriente como tema principal, será inaugurado pela viagem espiritual de "Inori Immaginato", de Karlheinz Stockhausen com a Orquestra de Pádua e a do Vêneto e com a regência de Marco Angius.   


E entre os concertos mais esperados estão "Passacaglia: Secrets of Wind and Birds", a primeira apresentação italiana da ópera do carismático Tan Dun, e a estreia mundial de "Horn Concerto 2", do jovem compositor japonês Fujikura. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos