'Gladiadores' poderão voltar a atuar em Roma, decide Justiça

ROMA, 27 ABR (ANSA) - O Tribunal Administrativo Regional (TAR) de Roma suspendeu nesta quinta-feira (27) o veto ao trabalho dos "gladiadores", os homens que atuavam fantasiados como os guerreiros romanos para tirar fotos com turistas, na região do Coliseu.   


Em dezembro do ano passado, a prefeita da capital italiana, Virginia Raggi, assinou um decreto que proibia o trabalho de "pessoas com vestimentas históricas" na cidade, estipulando uma multa de até 400 euros para quem fosse flagrado trabalhando desta maneira.   


"O ato tem como objetivo proteger a segurança urbana e o decoro do patrimônio artístico, histórico e monumental da cidade reconhecido pela Unesco", uma vez que esses profissionais agem "frequentemente com modos inoportunos, insistentes e até agressivos", dizia o decreto assinado pela prefeita.   


No entanto, o TAR acolheu uma ação de um grupo de "gladiadores" romanos e artistas de rua da capital.   


Além disso, o tribunal revogou outra proibição da prefeita, que havia vetado "qualquer atividade semelhante ao transporte público coletivo ou individual" na região do Coliseu. A medida proibia que pequenas "charretes" elétricas levassem turistas para passear nas regiões históricas de Roma.   


Na decisão, o TAR ainda pediu que a Comuna debate o tema para que a "a administração adote uma disciplina orgânica sobre a matéria". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos