ONU vai a Roraima avaliar situação de venezuelanos

SÃO PAULO, 31 MAI (ANSA) - Membros do governo federal e do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), das Nações Unidas, estão em Roraima analisando a situação dos imigrantes venezuelanos, que vieram em massa para o Brasil. Por ora, a possibilidade de criação de um campo de refugiados está descartada.   


O governo de Roraima informou que, desde o ano passado, ao menos 30 mil venezuelanos chegaram no Brasil por meio da fronteira entre Santa Elena de Uairén e Pacaraima, devido à crise no país governado pelo ditador Nicolás Maduro. A visita tem como objetvio verificar as condições de imigração no local e pensar em projetos que sejam capazes de atender a demanda de estrangeiros.   


Segundo a avaliação do Estado brasileiro, a crise pode se agravar nos próximos meses. Mais de três mil venezuelanos já registraram pedidos de refúgio na Polícia Federal, enquanto outros chegaram a disputar comida com indígenas e urubus no aterro sanitário da capital. Parte dos imigrantes também está em Manaus.   


Um grupo de trabalho foi criado ontem (30) em Boa Vista e, nesta quarta-feira (31), a comitiva seguirá para Pacaraima. Amanhã (1), haverá outro encontro para definir novas estratégias.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos