Príncipe Harry confessa que quis 'sair' da família real

SÃO PAULO, 26 JUN (ANSA) - O príncipe Harry, o quinto na linha de sucessão ao trono britânico, confessou que quis "sair" da família real para viver como um "cidadão comum". Em entrevista ao jornal "Mail on Sunday", o segundo filho de Charles e Diana disse que após seu período no Exército ele não queria "crescer" ou ter algum papel na "Firma", como é conhecida a monarquia no país. Segundo o irmão mais novo do príncipe William, a ideia de deixar a família real só não se concretizou por respeito à sua avó, a rainha Elizabeth II. O príncipe também disse que os anos nos quais esteve mais feliz foram os "de fuga" no Exército britânico, quando ele pôde se misturar "com pessoas de todas as origens" e ser "parte de uma equipe". Além disso, Harry também disse ter um grande "ressentimento" em ter tido que abandonar sua missão no Afeganistão em 2008 por motivos de segurança já que sua presença na região havia sido descoberta e revelada pela imprensa.   


A entrevista, publicada neste domingo (25), foi realizada por Angela Levin, a mesma jornalista a qual o membro da família real deu declarações para a revista "Newsweek". Nessa entrevista, Harry fez a polêmica, mas sincera, afirmação de que ninguém da sua família realmente "deseja ser rei ou rainha", mas que todos o farão se necessário pelo bem do povo britânico. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos