Arqueólogos acham jardim soterrado por erupção do Vesúvio

CASTELLAMARE DI STABIA, 10 JUL (ANSA) - Um estudo botânico no sítio arqueológico de Villa Arianna, em Castellammare di Stabia, cidade na província de Nápoles que foi sepultada pela erupção do Vesúvio em 79 d.C junto a Pompeia e Herculano, revelou um dos maiores jardins já encontrados da idade romana. De acordo com as descobertas dos pesquisadores, arqueólogos e botânicos, o grande espaço contava com uma arquitetura imperial, três suntuosas fileiras de palmeiras e plátanos e vários canteiros de flores. As escavações na antiga cidade de Stabia, atual Castellammare di Stabia, começaram no dia 15 de junho e terminaram na última sexta-feira (7). Elas foram comandadas pelo coordenador científico da Fondazione Ras e pesquisador da Universidade de Maryland, Thomas Noble Howe, pelo profissional do Museu Estatal Hermitage de São Petersburgo Alexander Butyagin e pelo pesquisador da Universidade LMU de Munique Paolo Gardelli. Os estudiosos fizeram suas escavações em uma superfície de cerca de 44 metros quadrados na Villa Arianna com ajuda dos estudantes das instituições russas e norte-americanas. No jardim também foram encontrados fragmentos de cerâmicas, porções de alfafa, gesso e reboco pintados e partes de mosaicos que os russos levaram para São Petersburgo para poder analisá-los, reconstruí-los e depois devolvê-los à Superintendência de Nápoles. Segundo os pesquisadores, esses e outros elementos descobertos fazem acreditar que quando a erupção do Vesúvio de 79 d.C aconteceu, aquela área da Villa Arianna estava passando por obras de reestruturação. Segundo Howe, as escavações realizadas devem ser as últimas, ao menos por um tempo, já que o conselho do mundo arqueológico é o de "não realizar novas escavações porque os achados são tantos que não é esperto expor esses preciosos traços da história a intempéries". Por isso, para o norte-americano a solução é "ir em frente com as restaurações, que revelarão muitas coisas novas". Mesmo assim, o pesquisador ressaltou que "as vilas de Stabia, Arianna e San Marco são as únicas nas quais foi permitido realizar escavações" e que por isso ele e os seus colegas arqueólogos continuarão visitando a região. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos