PUBLICIDADE
Topo

Exposição explora ritos religiosos dos migrantes na Sicília

30/11/2017 17h08

PALERMO, 30 NOV (ANSA) - Por Giovanni Franco - Quais são os rituais religiosos dos migrantes na Sicília? Como seus cultos são praticados na Ilha? Entre meditação e festas. Em uma coreografia de cores e sons. Isto tudo é protagonista da exposição de fotografias "Il sacro degli altri" ("O sagrado dos outros", em tradução livre).   


Promovida pela Fundação Ignazio Buttitta, a mostra apresenta 70 quadros de vários locais da Sicília e conta com uma apresentação digital de cerca de 300 imagens em um slide multimídia. As peças são de responsabilidade de Attilio Russo e Giuseppe Muccio. Entre o comitê científico que supervisionou a exposição há nomes como Sergio Todesco, Ignatius Buttitta, Sergio Bonanzinga, Rosario Perricone e Monica Modica. "As obras documentam, em sua diversidade fenomenológica, a quantidade e a qualidade das culturas introduzidas pelas comunidades de imigrantes que por diversas razões estão na região enriquecendo o cenário demográfico e cultural", explicaram os autores.   


Russo e Muccio participam, há décadas, da documentação de festivais religiosos e práticas culturais sicilianas. "Eles nos oferecem uma demonstração através deste portfólio original de como nosso território se tornou um lugar para práticas sagradas e atos de interlocução com as próprias divindades, e por forma e conteúdo, por nossa fé e nossas tradições religiosas", afirmou Buttitta, professor da Universidade de Palermo.   


"Eles fazem com um olhar antropológico que é acompanhado por participação humana, uma compreensão clara de todas as culturas, cuja admirável variedade nunca se sente como um problema, mas como um enriquecimento", finalizou o professor. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.