PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Há 5 anos, Bento XVI concluía seu último dia de pontificado

28/02/2018 10h55

SÃO PAULO, 28 FEV (ANSA) - Há exatamante cinco anos, às 20h da noite de 28 de fevereiro de 2013, uma multidão de católicos em todo o mundo acompanhava com ansiedade e surpresa a histórica renúncia do papa Bento XVI. Aquele foi o último dia do pontificado do alemão Joseph Ratzinger, então com 85 anos, que abandonou a liderança da Igreja Católica alegando problemas de saúde, apesar das teorias de que o Papa não aguentara a pressão e a conspiração de opositores. A renúncia foi anunciada antes, em 11 de fevereiro, em pleno feriado de carnaval e pelo próprio Bento XVI, durante uma reunião com religiosos no Vaticano. A correspondente da ANSA Giovanna Chirri entendeu a conversa, em latim, e logo publicou a notícia que, em poucos instantes, estaria na capa dos jornais mundiais. A Santa Sé, então, agendou para 28 de fevereiro a data oficial em que Ratzinger deixaria o poder, com a convocação de um novo conclave, que elegeu o argentino Jorge Mario Bergoglio em 13 de março. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional