O homem que anda de ponta-cabeça seis horas por dia

Dirar Abohoy começou a caminhar desta forma quando tinha 9 anos; hoje, aos 32, pratica duas vezes ao dia e sonha em entrar no Livro Guinness de Recordes.

"Quando eu me apresento, as pessoas não acreditam no que faço. Pensam que é um truque de mágica."

Não é difícil entender porque essa é uma reação tão comum à curiosa habilidade de Dirar Abohoy.

O homem de 32 anos de Tigray, no norte da Etiópia, anda de ponta-cabeça sobre as mãos como se fosse uma forma corriqueira de locomoção.

E ele costuma fazer isso ao menos seis horas por dia, em casa, na rua e até mesmo no terreno inclinado e montanhoso nos arredores de sua cidade.

"Pratico três horas todos os dias pela manhã e três horas à noite", diz ele.

Abohoy começou a caminhar desta forma quando tinha só 9 anos, inspirado por cenas de ação em filmes chineses e americanos.

"Naquela época, pensava que o que faziam nos filmes era real. Não percebia que era editado."

Hoje, ele tornou-se um mestre nesta forma incomum de andar por aí, e aparece em clipes na internet puxando um carro ou um pneu sempre andando de ponta-cabeça - ou carregando uma outra pessoa, descendo escadas e em cima de um camelo.

Seu sonho é entrar no Livro Guinness dos Recordes.

Mas nem todo mundo é fã de suas proezas, especialmente sua mãe, Gidey Nagash.

"Tenho medo que meu filho torça o pescoço ou caia nas montanhas quando estiver sozinho", diz ela.

Abohoy diz que, apesar de sua família não apoiar o que faz, outras pessoas o incentivam a continuar andando sobre as mãos, algo que se tornou muito importante em sua vida.

"Não me importa se eu como ou não, mas sei que não posso viver sem fazer isso. Nada mais me satisfaz."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos