Suspeito é baleado e preso em Bruxelas

Atingido na perna, homem é detido com mala suspeita de conter explosivos. Operação tem ligação com plano de novo atentado em Paris. Ações antiterrorismo realizaram prisões na Alemanha, França e Bélgica.

Nesta sexta-feira (25/03), três pessoas foram detidas em vários distritos de Bruxelas, suspeitas de estarem relacionadas com Reda Kriket, acusado de planejar um novo atentado em Paris e que foi preso no dia anterior na cidade de Argenteuil, nos arredores da capital francesa.

Kriket foi condenado no ano passado na Bélgica, juntamente com Abdelhamid Abaaoud, o suposto líder dos ataques a Paris em novembro do ano passado.

"Foram realizadas três batidas no âmbito de ações antiterroristas ligadas à detenção em Argenteuil de Reda Kriket", afirmou a Promotoria Federal belga, em comunicado. Na nota, as autoridades afirmam que as três detenções ocorreram nos distritos de Forest, Saint-Gilles e Schaerbeek e acrescentam que os dois primeiros detidos foram identificados como Tawfik A. e Salah A., respectivamente, mas não identificam a terceira pessoa.

Pelo menos um homem foi baleado na ação policial em Schaerbeek. De acordo com a emissora pública belga RTBF, o homem ferido na perna por policiais estava carregando uma mochila ou uma mala suspeita de conter explosivos. A emissora informou que tinham ocorrido três explosões durante a operação policial. Segundo o prefeito local, as detonações foram produzidas em ações controladas, realizadas por agentes desativadores de bombas.

Na madrugada de quinta para sexta-feira, seis suspeitos haviam sido presos durante batidas em Schaerbeek e outros distritos de Bruxelas, segundo promotores belgas. Outro homem foi preso durante a manhã no bairro de Forest, de acordo com a RTBF.

Na Alemanha, a polícia deteve na noite de quinta-feira, em Düsseldorf, um homem suspeito de ligação com o terrorismo. Segundo investigadores, Samir E., de 28 anos e nacionalidade alemã, é investigado por "preparar um ato grave de violência contra o Estado". Também foi confirmada uma prisão na cidade de Giessen.

Os promotores públicos da capital belga também confirmaram oficialmente nesta sexta-feira que Najim Laachraoui, de 24 anos, era um dos terroristas suicidas que agiram no aeroporto de Bruxelas.

Um segundo homem-bomba que morreu no aeroporto já havia sido identificado como Ibrahim el Bakraoui, enquanto a polícia ainda está à procura de um terceiro terrorista que fugiu do aeroporto após os ataques.

Em visita a Bruxelas nesta sexta-feira, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, reiterou o apoio de Washington às investigações sobre os ataques na Bélgica.

MD/lusa/dpa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos