Itália prende suspeito de cooperar com ataques em Bruxelas

Polícia detém argelino acusado de produzir documentos falsos para militantes islâmicos ligados aos recentes atentados nas capitais belga e francesa, afirma mídia italiana. Suspeito deverá ser extraditado à Bélgica.

O argelino Djamal Eddine Ouali foi preso neste sábado (26/03) na região de Salerno, no sul da Itália, afirmaram vários meios de comunicação italianos citando a polícia. Ele é suspeito de produzir documentos falsos para militantes islâmicos ligados aos recentes ataques realizados em Bruxelas e Paris.

Ouali, de 40 anos, foi detido na pequena cidade de Bellizzi, após a emissão de uma ordem de captura pelas autoridades da Bélgica por produzir e fornecer documentos falsos para serem usados em imigração ilegal. Ele deverá ser extraditado para a Bélgica nos próximos dias.

O nome do suspeito foi encontrado em documentos durante busca realizada em um apartamento próximo à Bruxelas em outubro do ano passado, de acordo com a mídia. Os veículos acrescentaram que foram encontrados papéis com fotos de alguns dos militantes envolvidos nos ataques em novembro em Paris e na semana passada em Bruxelas, e os codinomes que eles utilizaram.

A polícia verifica agora por quais motivos Ouali estava na região de Salerno e se possuía apoio local de outros suspeitos.

FC/rtr/lusa/afp/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos