Forças iraquianas anunciam libertação de Falluja

Militares afirmam terem recuperado último bairro ainda em poder do "Estado Islâmico". Operação para reconquista começou em maio e obrigou 85 mil civis a deixarem a cidade.

As forças iraquianas anunciaram neste domingo (26/06) terem libertado totalmente Falluja, uma cidade do oeste do Iraque nas mãos do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) desde janeiro de 2014.

O comandante das operações, general Abdelwahab al-Saadi, anunciou que a cidade foi libertada depois das forças de elite antiterrorismo assumirem o controle do bairro Jolan, no noroeste da cidade. "Não demorou mais de duas horas para reconquistar. O EI não disparou uma única bala", afirmou um porta-voz das forças iraquianas.

As forças de segurança iraquianas haviam lançado em 23 de maio uma ofensiva para reconquistar um dos mais emblemáticos bastiões do EI, localizado a apenas 50 quilômetros a oeste de Bagdá. Em 17 de junho, elas conseguiram libertar o edifício da administração local, mas restaram focos de jihadistas em bairros da cidade. Já então o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, havia declarado vitória.

Os militares iraquianos tiveram o apoio de ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos e por tropas paramilitares, a maioria delas milícias xiitas.

Dezenas de milhares de habitantes da cidade fugiram desde o início da ofensiva, e o regresso delas pode se revelar complicado devido à ampla presença de explosivos nas ruas e edifícios. As Nações Unidas calculam que 85 mil pessoas deixaram Falluja desde o início da operação.

AS/lusa/efe/afp/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos