Colômbia e Farc anunciam acordo de paz

Acordo histórico marcará fim do conflito armado mais longo da América Latina. Documento precisa agora ser assinado e aprovado em plebiscito. Em mais de 50 anos, guerrilha provocou a morte de 220 mil pessoas.

Após quase quatro anos de negociações, o governo colombiano e o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram nesta quarta-feira (24/08) o acordo de paz que marcará o fim do conflito armado mais longo da América Latina, que já durava mais de cinco décadas.

"O governo colombiano e as Farc anunciam que chegaram a um acordo final, completo e definitivo para o fim do conflito e para a construção de uma paz estável e duradoura na Colômbia", afirmou o comunicado assinado por ambos os lados.

O acordo precisa ainda ser assinado e depois aprovado pela população num plebiscito, antes de entrar em vigor. A assinatura deve ocorrer em setembro e o referendo em outubro.

Mas o anúncio feito em Havana abre caminho para que os colombianos ponham um fim no conflito que devastou o país. Desde 2012, uma comissão formada pelo envolvidos nos conflitos e representantes internacionais negociava, na capital cubana, a paz na Colômbia.

Desde que se iniciaram as conversações, as partes fecharam acordos sobre vários tópicos da agenda do processo de paz: terras e desenvolvimento rural; participação política; drogas e narcotráfico; e reparação, verdade e justiça para as vítimas do conflito. Por último, debatiam o cessar-fogo.

Em mais de 50 anos, o conflito na Colômbia provocou a morte de 220 mil pessoas e deixou mais de 6 milhões de refugiados.

CN/dpa/ap/afp/efe/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos