Trump insinua que Hillary tomou drogas antes de debate

  • Rick Wilking/ Reuters

    9.out.2016 - O candidato republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton durante o segundo debate presidencial nos EUA

    9.out.2016 - O candidato republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton durante o segundo debate presidencial nos EUA

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste sábado (15) que uma imprensa corrupta está tentando fraudar a eleição de novembro e insinuou que sua adversária, a democrata Hillary Clinton, estava sob o efeito de drogas durante o segundo debate.

Em meio à crise em sua campanha eleitoral, causada por uma série de acusações de abuso sexual, Trump afiou ainda mais a sua retórica, tentando tirar credibilidade do processo eleitoral e fazendo novos ataques pessoais a Hillary a poucos dias do terceiro debate, que acontecerá na próxima quarta-feira (19) em Las Vegas.

O magnata afirmou que a concorrente estava "toda acesa" no início do segundo debate e que, no fim, "ela mal conseguia alcançar o seu carro". "Atletas têm que fazer um teste de drogas. Acho que deveríamos fazer um teste de drogas antes do debate. Por que não fazemos isso?", declarou Trump diante de apoiadores em Portsmouth, no Estado de New Hampshire.

Ele também atacou a imprensa dos Estados Unidos. "Hillary está concorrendo a presidente no que parece ser uma eleição manipulada. Essa eleição está sendo manipulada por uma mídia corrupta que divulga alegações completamente falsas e mentiras completas num esforço de elegê-la presidente", afirmou o magnata.

Uma recente pesquisa eleitoral da Reuters/Ipsos indicou que Hillary está sete pontos percentuais à frente de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos