Grupo detido planejava ataque em Paris em dezembro

Fontes policiais francesas afirmam que suspeitos presos no domingo passado na França tinham plano de atacar capital e arredores em 1º de dezembro. Avenida Champs-Élysées e parque Disneyland seriam possíveis alvos.Os suspeitos de terrorismo detidos na França no fim de semana passado planejavam atentados no centro e nos arredores de Paris para o dia 1º de dezembro, afirmaram agências de notícias internacionais nesta quinta-feira (24/11), citando fontes próximas à investigação. Após oito meses de apurações, a polícia francesa deteve, no domingo passado, sete suspeitos durante uma operação nas cidades de Estrasburgo e Marselha. Dois deles foram liberados, e os outros cinco, que deveriam ter sido soltos nesta quinta-feira, permanecem presos. A custódia foi estendida com base numa medida recente do país que cobre investigações de ataques terroristas iminentes. As fontes policiais afirmaram que um dos detidos foi quem confessou, em depoimento aos investigadores, que o grupo vinha planejando ataques terroristas. Segundo o suspeito, possíveis alvos eram a sede da polícia criminal de Paris, chamada de Quai des Orfevres devido ao endereço, e o prédio do serviço de inteligência (DGSI, na sigla em francês), no subúrbio de Levallois-Perret. Nos celulares e computadores apreendidos, a polícia teria encontrado buscas recentes na internet sobre o tradicional mercado de Natal na avenida Champs-Élysées e o parque temático Disneyland Paris, a cerca de 30 quilômetros da capital, apontando-os como possíveis alvos. Os suspeitos também haviam pesquisado várias cafeterias com terraço no nordeste de Paris, afirmaram as fontes. A data planejada para o ataque, 1º de dezembro próximo, também foi descoberta durante a análise dos eletrônicos que pertenciam aos suspeitos. Na operação de domingo, a polícia apreendeu ainda dois revólveres, uma pistola automática, uma submetralhadora, além de propagandas jihadistas. A suspeita é de que o grupo vinha recebendo ordens de um militante jihadista na Síria. Após as prisões, o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, informou que os suspeitos eram de origem francesa, marroquina e afegã, com idades entre 29 e 37 anos. A França está em estado de emergência desde o ano passado, após uma série de ataques que mataram mais de 230 pessoas desde o início de 2015, tanto em Paris quanto no interior. Segundo Cazeneuve, 418 suspeitos de terrorismo foram detidos pela polícia francesa somente neste ano. EK/ap/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos