PUBLICIDADE
Topo

Trump diz que construção de muro começa imediatamente

25/03/2018 13h13

No Twitter, presidente dos EUA afirma que muito pode ser feito com os US$ 1,6 bilhão aprovados para a construção de um muro na fronteira com o México. Verba está longe dos 25 bilhões solicitados pelo governo.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste domingo (25/03), em mensagem publicada na sua conta no Twitter, que a construção de um muro na fronteira com o México começará "imediatamente". O Congresso americano aprovou na sexta-feira o orçamento de 2018, no qual uma verba de 1,6 bilhão de dólares foi destinada para esse fim.

"Muito pode ser feito com os US$ 1,6 bilhão outorgados para construir e reformar o muro fronteiriço. É só um pagamento inicial. O trabalho começará imediatamente", escreveu Trump. "O resto do dinheiro virá", acrescentou.



O Congresso americano deu sinal verde na sexta-feira, horas antes de expirar os fundos governamentais, a um projeto orçamentário de 1,3 trilhão de dólares para o ano fiscal 2018.

Os fundos, aprovados com o respaldo dos líderes democratas, incluem uma verba de 1,6 bilhão de dólares para iniciar a construção do muro na fronteira sul com o México, uma das principais promessas de campanha de Trump. Essa cifra, no entanto, fica longe dos 25 bilhões de dólares que o presidente tinha pedido ao Legislativo.

Dos 1,6 bilhão aprovados, 251 milhões de dólares devem ser usados para substituir a dupla cerca que já existe entre San Diego, Califórnia, e Tijuana, México.

"Construir uma grande muralha na fronteira, com drogas e combatentes inimigos entrando no nosso país, tem a ver com a Defesa Nacional", acrescentou o presidente no Twitter.



Em uma visita à Califórnia em meados de março, Trump analisou oito protótipos do muro, que foram construídos em uma área entre Otay Mesa, Califórnia, e Tijuana. Após a inspeção, o presidente afirmou, em um discurso perante militares, que havia "dois ou três" destes modelos preliminares que "realmente" funcionariam.

Trump disse também neste domingo que a verba orçamental destinada ao Pentágono servirá para "reconstruir" as Forças Armadas americanas, criar muitos empregos e para que o Exército "volte a ser rico".

O orçamento americano foi aprovado pelo Congresso na sexta-feira e recebeu votos de republicanos e democratas. No Senado, ele passou por 65 votos a favor e 32 contra e Câmara Baixa contou com 256 votos favoráveis e 167 contrários.

Apesar de ameaçar vetar a proposta por não ter recebido mais dinheiro para a construção do muro, Trump ratificou o orçamento pouco depois de sua aprovação no Legislativo.

O orçamento prevê ainda um aumento de 66 bilhões de dólares nos repasses para o Pentágono, cujo orçamento é de US$ 700 bilhões. No acordo aprovado, não há qualquer referência aos jovens imigrantes ilegais conhecidos como "sonhadores", ameaçados de deportação pelas políticas de imigração de Trump e cujo futuro foi imposto como condição pelos democratas para seu apoio às contas.

CN/efe/lusa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App