PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Milhares de refugiados se aglomeram sob chuva na fronteira servo-croata

19/10/2015 09h55

Belgrado, 19 out (EFE).- Cerca de três mil refugiados passaram a noite sob a chuva e o frio em solo sérvio junto à fronteira croata, por causa da aglomeração causada pelo fechamento da fronteira da Hungria com a Croácia na rota dos Bálcãs.

A expectativa é que ao longo do dia aumente o número de pessoas que fogem de Síria, Irã ou Afeganistão e tentam conseguir asilo na Europa ocidental, informou à Agência Efe nesta segunda-feira Melita Sunjic, porta-voz da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

Esses refugiados se concentram nos arredores da cidade de Sid, no noroeste da Sérvia, na chamada "fronteira verde", e entre eles há mulheres, crianças e idosos que esperam durante horas, alguns durante a noite toda, para atravessar à Croácia e seguir viagem rumo a seus destinos na Europa ocidental, geralmente Alemanha ou Suécia.

"A fronteira verde fica no meio dos campos e não está previsto que as pessoas permaneçam lá, nem que passem a noite, principalmente com essas condições meteorológicas ruins", disse Sunjic, que lembrou que há muito barro no local após a chuva de ontem.

Sunjic explicou que não há iluminação no lugar e que durante a noite uma criança se perdeu da mãe, fora várias pessoas que sofreram desmaios.

A Acnur trabalha para reforçar o envio de comida e bebidas à região, indicou Sunjic. De acordo com fontes do Ministério do Interior, 5.754 solicitantes de asilo foram registrados na Sérvia no domingo.

Internacional