Polícia alemã mantém estado de alerta após ameaça terrorista em Munique

Em Berlim

A polícia alemã continua nesta sexta-feira (1) em estado de alerta após a ameaça de um atentado jihadista na cidade de Munique, no sul da Alemanha, que obrigou ontem à noite a evacuar duas estações da capital do estado da Bavária, enquanto continua a busca de possíveis terroristas suicidas.

"Ainda não podemos desativar o alarme. O nível elevado de ameaça terrorista se mantém", declarou um porta-voz da polícia, que acrescentou que a investigação continua, mas que ainda não houve detenções.

Outra porta-voz das forças de segurança confirmou que o desdobramento de agentes na cidade é maior do que o habitual.

A polícia decidiu evacuar ontem à noite a estação central e a de Pasing, no oeste da cidade, após receber informações dos serviços secretos que alertavam para a ameaça de um atentado jihadista que seria perpetrado por terroristas suicidas ligados ao Estado Islâmico (EI).

"Os colegas da polícia criminal continuam trabalhando para determinar o que há de certo nos indícios", declarou a porta-voz.

Ela acrescentou que vários cidadãos, que garantiram ter observado algum fato suspeito, entraram em em contato à noite com a polícia, mas que nenhuma das denúncias retornou resultados.

"Há indícios que apontam concretamente para entre sete e 100 terroristas", informou ontem à noite o ministro do Interior da Bavária, Joachim Herrmann, durante uma entrevista coletiva.

O paradeiro dos suspeitos, de nacionalidade iraquiana, segundo informações da emissora "Bayerischer Rundfunk", não foi especificado.

Segundo a TV, os suspeitos estavam em Munique e a polícia sabe seus nomes.

Aparentemente, os terroristas tinham planejado ir em dupla aos lugares previstos para atentar e se explodirem sucessivamente.

Herrmann declarou às 2h (23h de quinta em Brasília) que "os indícios apontavam de forma muito concreta para a realização de um ataque à meia-noite".

"Esperamos que tudo continue tranquilo e que este atentado não aconteça, talvez porque na realidade não estava planejado, ou porque os autores se distanciaram", acrescentou.

O aviso, que chegou de um serviço secreto amigo, segundo disse Herrmann, falava de uma hora e um lugar concretos e de terroristas do entorno do EI.

O primeiro aviso concreto, segundo informações próximas aos círculos de segurança, chegou dos serviços secretos franceses.

Ele acrescentou que as informações recebidas tinham um peso tamanho que, apesar não serem 100% seguras, não podiam ser ignoradas, e que por isso tomaram medidas imediatas.

Herrmann comparou a situação com a de poucas semanas em Hannover, quando onde um amistoso entre Alemanha e Holanda foi cancelado.

As forças de segurança, que desdobraram ontem à noite ao redor de 550 agentes, permitiram o acesso às estações evacuadas a partir de 3h30 e os trens voltaram a circular normalmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos