Finlândia pretende expulsar 20 mil refugiados com pedido de asilo negado

Em Helsinque

  • Panu Pohjola/Lehtikuva/Reuters

A Finlândia calcula que expulsará cerca de 20 mil das 32.476 pessoas que solicitaram asilo no país em 2015, já que elas não cumprem com os requisitos necessários para obter o status de refugiados, informou nesta quinta-feira (28) a imprensa local.

O número, informado pela secretária do Ministério do Interior da Finlândia, Päivi Nerg, à emissora "MTV3", representa 62% de todas as solicitações de asilo recebidas no ano passado, quando chegaram à Finlândia nove vezes mais refugiados do que em 2014.

"Estimamos que serão expulsos cerca de 20 mil solicitantes (de asilo), embora o número possa variar dependendo de quantos queiram retornar ao seu país de origem voluntariamente", afirmou Nerg.

Até o momento, cerca de 4.000 pessoas que chegaram à Finlândia em 2015 retiraram seus pedidos de asilo de forma voluntária. Por isso, elas deverão retornar o mais rápido possível ao seu país de origem.

A secretária do Ministério do Interior admitiu que a Finlândia endureceu os critérios para a concessão de asilos após a chegada em massa de refugiados, a maior parte deles procedente do Iraque.

"De todos os modos, cada decisão é tomada de forma individual. Se a condição de refugiado é genuína ou se existe realmente a necessidade de assistência internacional, então a Finlândia concederá o asilo", destacou Nerg.

Em 2014, o governo finlandês negou asilo a 56% dos 3.651 solicitantes por não cumprirem os requisitos estabelecidos no direito internacional.

As autoridades da Suécia anunciaram hoje que prevê a expulsão de até 80 mil pessoas do total de 163 mil que chegaram ao país pedindo asilo no ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos