ONU confirma que Irã cumpre sua parte do acordo nuclear

Em Viena

  • Shutterstock

A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) confirmou nesta sexta-feira (26) que o Irã está cumprindo sua parte do acordo nuclear multilateral, que entrou em vigor em 16 de janeiro, e que permitiu que a comunidade internacional suspendesse as sanções a Teerã.

"O Irã não enriqueceu urânio acima de 3,67%", afirmou um relatório confidencial da AIEA, a agência da ONU encarregada de vigiar e verificar o cumprimento das exigências do acordo pela República Islâmica.

Além do desmantelamento de algumas instalações, como o reator de água pesada em Arak, o ponto central do pacto é manter a pureza do urânio enriquecido abaixo dos 4%. O percentual necessário para construir uma bomba atômica é de 90%.

"A AIEA acompanha a verificação para que não haja nenhum desvio de material não declarado nas instalações nucleares e naquelas instalações onde o material atômico é usado de forma habitual", afirmou o relatório.

O acordo nuclear prevê limitar vários aspectos do programa nuclear iraniano durante períodos que vão de 10 a 25 anos, em troca da suspensão das sanções internacionais ao Irã.

A AIEA afirmou também que desde 16 de janeiro, tal como estava previsto, seus inspetores atuam com a chancela do Protocolo Adicional de Salvaguardas.

Desta forma, os inspetores da agência nuclear da ONU podem realizar visitas e inspeções sem aviso prévio a qualquer instalação nuclear da República Islâmica.

Em um trecho do relatório se afirma que o Irã superou por poucos dias um limite marcado no pacto, mas fontes diplomáticas conhecedoras da situação diminuíram a importância desse atraso.

No último dia 17 de fevereiro, a AIEA certificou que o Irã contava com 130,9 toneladas de "água pesada", quando o limite são 130 toneladas, mas na quarta-feira passada Teerã voltou a cumprir com o estipulado ao enviar para fora do país uma carga de 20 toneladas desse material.

Essas fontes, que solicitaram anonimato, indicaram à Efe que se tratava de um episódio de pouca importância dada sua brevidade e em uma atividade pouco significativa dentro do acordo.

A AIEA é responsável de verificar o cumprimento por parte de Teerã do acordo, que procura garantir o caráter exclusivamente pacífico de seu programa nuclear.

O conteúdo do relatório permite continuar com a aplicação do acordo, e em particular com a normalização das relações econômicas entre o Irã e a comunidade internacional.

O Irã sempre negou ter intenções militares com seu programa nuclear, apesar de, de acordo com alguns países e da AIEA, não ter mostrado a transparência necessária para esclarecer o alcance e a natureza de suas atividades atômicas.

Entenda o conflito nuclear iraniano com o Ocidente

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos