PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump afirma que não se arrepende de publicar frase usada por Mussolini

De Washington

28/02/2016 19h07

O magnata e pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste domingo que não se arrepende de ter postado uma frase usada pelo ditador italiano Benito Mussolini porque não se importa que o associem "com boas citações".

Trump se referiu hoje em entrevista à emissora "NBC" a um de seus tweets no qual cita a frase: "É melhor viver um dia como um leão, que cem como um cordeiro", que foi usada pelo fascismo italiano e repetida por Mussolini.

Trump se sentiu atraído pela citação e a repercutiu através de sua conta pessoal, mas desconhecia que tomou a frase de um robô criado na rede social Twitter para divulgar frases de Mussolini.

Ao postar a frase, Trump provocou uma onda de críticas por ter citado um ditador fascista que esteve em guerra contra os Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Em entrevista à "NBC", Trump tentou se explicar: "Não acontece nada porque é de Mussolini. Mussolini era Mussolini. É uma citação muito boa, muito interessante e eu a conhecia".

"Sei quem disse a citação. Que diferença faz? Se a disse Mussolini ou outra pessoa... É, sem dúvida, uma citação muito interessante", prosseguiu.

Quando perguntando se não se importava de ser associado a um ditador, garantiu que gosta de "ser associado com boas citações".

Trump lembrou que tem 14 milhões de seguidores em todas as redes sociais nas quais participa e que costuma compartilhar comentários que lhe agradam.

O magnata lidera as pesquisas para obter a candidatura presidencial pelo Partido Republicano para os pleitos de novembro.

 

Internacional