PUBLICIDADE
Topo

Exército sírio toma o controle total de Palmira, segundo OSDH

27/03/2016 05h46

Cairo, 27 mar (EFE).- O exército da Síria retomou neste domingo o controle total da cidade de Palmira, depois que ontem havia recuperado a maior parte dessa localidade, entre elas as famosas ruínas greco-romanas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo essa ONG, ainda é possível ouvir disparos na zona leste da cidade, que fica na província de Homs e tinha sido tomada pelos jihadistas do Estado Islâmico (EI) em 20 de maio de 2015.

Uma fonte militar citada pela agência oficial de notícias síria, "Sana", confirmou que as forças pró-governo "acabaram com os últimos agrupamentos de terroristas do grupo 'Daesh' (acrônimo do EI em árabe) e seus esconderijos".

A fonte acrescentou que o exército fez buscas por toda a cidade à procura de minas e artefatos explosivos.

O OSDH, que conta com uma ampla rede de voluntários em todo o país, afirmou que as forças regulares, apoiadas por milícias sírias, árabes e asiáticas, e com o suporte de conselheiros russos, expulsaram os combatentes do EI após intensos enfrentamentos que começaram de madrugada.

Em seu avanço, as forças terrestres contaram com o apoio de aviões e helicópteros dos exércitos sírio e russo, e também com o suporte da artilharia, que bombardearam com intensidade as posições dos jihadistas.

O OSDH acrescentou que os combatentes do EI fugiram em direção às localidades de Al Sujna, Al Taiba, Al Kum e Haql al Hel.

Segundo o OSDH, mais de 400 jihadistas morreram na ofensiva em Palmira, que começou há quase três semanas, e pelo menos 180 integrantes das forças do regime e suas milícias.