Enchentes mantêm 1.400 pessoas fora de seus lares na Argentina

Buenos Aires, 29 mar (EFE).- Cerca de 1.400 pessoas permanecem afastadas de suas casas nesta terça-feira na província de Santa Fé, no centro da Argentina, devido às enchentes dos rios, informaram à Agência Efe fontes de Defesa Civil.

No total, 358 famílias tiveram que deixar suas casas como medida de prevenção perante o aumento do nível dos rios Paraná e Salado.

Atualmente os rios se encontram estacionados, mas se prevê que o pico máximo de volume de água seja alcançado na sexta-feira, razão pela qual se descarta que os evacuados possam retornar a suas casas nos próximos dias.

No entanto, as fontes da Defesa Civil ressaltaram que também não se espera que seja preciso evacuar mais moradores e que a situação está controlada.

A parte mais afetada é a cidade de Santa Fé, capital da província, e suas áreas próximas.

Desde o início do ano, distintas áreas da Argentina se viram castigadas por episódios de inundações devido ao fenômeno meteorológico El Niño, que atua com uma intensidade maior que a habitual nesta temporada.

As mais graves ocorreram na região nordeste do país, conhecida como Litoral, na semana do Natal, quando 30.000 pessoas foram retiradas de seus lares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos