EUA continuarão briga jurídica contra Apple para acessar iPhone em Nova York

Nova York, 8 abr (EFE).- O governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira que vai insistir para que a Apple proporcione o desbloqueio de um iPhone em um caso de tráfico de drogas aberto em um tribunal do distrito nova-iorquino do Brooklyn.

Em documento encaminhado ao juiz encarregado do caso, o Departamento de Justiça disse que continua a pedir a assistência da empresa na investigação.

No fim de março, o governo encerrou outra famosa batalha judicial com a Apple ao conseguir acessar sem auxílio um telefone da marca utilizado pelo autor de um tiroteio na cidade californiana de San Bernardino em dezembro do ano passado, no qual morreram 14 pessoas.

No caso do Brooklyn, o governo afirmou hoje que "continua a pedir a ajuda da Apple para acessar os dados" do celular do suspeito. Segundo as autoridades, o método utilizado para entrar no iPhone de San Bernardino não funciona em outros modelos como este e a empresa acatou solicitações de assistência similares no passado.

Em fevereiro, um juiz de Nova York se negou a obrigar a Apple a desbloquear o telefone, decisão que foi apelada pelas autoridades, um recurso que segundo deixaram claro hoje não mudou após a solução achada na Califórnia.

O principal acusado deste caso de Nova York, Jung Feng, foi detido no distrito de Queens no dia 11 de junho de 2014 por conspirar junto com outras quatro pessoas no tráfico de metanfetaminas.

Os policiais apreenderam vários objetos, entre eles um iPhone 5s, ao longo das investigações, que um ano depois derivaram o pedido para que se permitisse resgatar a informação desse e de outros celulares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos