EI entrega corpo de oficial russo na Síria em troca com os curdos

Beirute, 28 abr (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) entregou na noite de terça-feira o corpo de um oficial russo morto há semanas durante os combates em Palmira, no centro da Síria, em troca da libertação de vários de seus líderes em mãos das forças curdas, informou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG precisou que as negociações para esta troca, cujo local exato não foi precisado, começaram em 3 de abril.

Os dirigentes do EI libertados pelas Unidades de Proteção do Povo (YPG, por sua sigla em curdo), a principal milícia curdo-síria, tinham sido capturados no passado por esta força em enfrentamentos em distintas áreas.

No final de março, o Exército sírio, em colaboração com a aviação da Rússia, retomou o controle da cidade monumental de Palmira, que esteve dominada pelos extremistas durante dez meses.

Durante a batalha por Palmira, o EI afirmou em comunicado, cuja autenticidade não pôde ser verificada, que tinha matado cinco militares russos em combates nas imediações.

Além disso, a agência de notícias "Amaq", vinculada à organização terrorista, anunciou o falecimento de um assessor militar russo durante enfrentamentos com os radicais na zona de Dawa, perto de Palmira, e publicou um vídeo com imagens de seu suposto corpo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos