Canadá confirma 2 primeiras mortes relacionadas a incêndio florestal

Em Toronto

  • Jason Franson /The Canadian Press/AP

As autoridades canadenses confirmaram nesta sexta-feira as duas primeiras mortes relacionadas com o grande incêndio que afeta o noroeste do país e que obrigou o deslocamento de aproximadamente 90 mil pessoas.

Os dois mortos, Emily Ryan, de 15 anos, e Aaron Hodgson, cuja idade não foi divulgada, morreram na quarta-feira quando o veículo no qual saíam da cidade de Fort McMurray se chocou contra um caminhão de transporte.

O pai de Ryan, Carnley Ryan, é um dos bombeiros que combate o incêndio que forçou a evacuação dos 70 mil habitantes de Fort McMurray e de 20 mil pessoas de outras comunidades do nordeste da província de Alberta.

Hodgson e Ryan são as duas primeiras vítimas do incêndio que começou na noite de domingo e que já consumiu mais de 85 mil hectares de floresta no noroeste do Canadá.

O incêndio segue fora de controle apesar de centenas de bombeiros e dezenas de helicópteros e aviões combaterem as chamas.

As elevadas temperaturas em Alberta e os fortes ventos alimentaram as chamas que provocaram a maior evacuação na história da província canadense.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos