Polícia grega detém 2 após tumulto em ato contra reforma previdenciária

Em Atenas

  • Yorgos Karahalis/ AP

     Uma bomba de gasolina explode ao lado de policiais gregos durante confronto em Atenas

    Uma bomba de gasolina explode ao lado de policiais gregos durante confronto em Atenas

A polícia da Grécia deteve duas pessoas neste domingo (8), após um tumulto ocorrido durante um protesto em frente ao parlamento do país contra a reforma previdencial e fiscal que está sendo votada hoje.

Os agentes antidistúrbios gregos usaram gás lacrimogêneo para conter um grupo de manifestantes que lançou coquetéis molotov, pedras e rojões contra eles.

Até então, a manifestação, convocada pelo sindicato do setor público Adedy e que tinha reunido 10 mil pessoas, ocorria com total normalidade e sem incidentes.

Dentro do parlamento, onde os deputados debatiam as reformas propostas pelo governo, o membro do Partido Comunista (KKE) Thanasis Pafilis denunciou a "violência indiscriminada" contra os manifestantes.

Após dois dias de greve geral, os principais sindicatos gregos convocaram manifestações para hoje, tanto de manhã em diversos pontos do centro de Atenas, como à tarde, em frente ao parlamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos