Enchentes no Paquistão deixam pelo menos 31 mortos e 24 desaparecidos

Islamabad, 3 jul (EFE).- Pelo menos 31 pessoas morreram e outras 24 seguem desaparecidas após enchentes provocadas pelas fortes chuvas que castigaram o noroeste do Paquistão neste domingo, uma região remota, de difícil acesso, onde foi declarado estado de emergência, informaram fontes oficiais.

"As enxurradas arrastaram 31 pessoas no distrito de Chitral, em Khyber Pakthunkhwa", disse à Agência Efe o porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres na província, Latif-ur Rehman.

O porta-voz afirmou que as equipes de resgate só conseguiram recuperar sete dos corpos. As vítimas estavam em uma mesquita quando ocorreu a enxurrada na cidade de Ursoon, perto da fronteira com o Afeganistão. Os corpos, inclusive, foram encontrados depois da fronteira, em território afegão.

Outras dez pessoas arrastadas pelas águas na mesquita seguem desaparecidas na região, onde as chuvas começaram por volta das 21h30 locais de ontem (13h30 em Brasília), indicou o porta-voz.

"Também destruíram um posto de controle militar, e oito soldados estão desaparecidos", completou Rehman, acrescentando que, além disso, 35 casas desabaram e outras 47 sofreram danos.

"O estado de emergência foi decretado no distrito. Estamos com dificuldade para chegar às regiões afetadas por se tratar de uma área remota. Em algumas, conseguimos levar os desabrigados para locais seguros e fornecer comida a eles", disse o porta-voz.

O primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, pediu, em comunicado, aos órgãos de emergência que acelerem os trabalhos de resgate. Além disso, expressou condolência às vítimas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos