Sobe para 25 o número de mortos em atentando contra região curda na Síria

Beirute, 6 jul (EFE).- As vítimas mortais do atentado perpetrado na terça-feira pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade síria de Al Hasaka (nordeste) subiu para 25, entre eles seis menores, segundo a última apuração divulgada nesta quarta-feira pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG lembrou que um suicida com um colete com explosivos detonou uma bomba no bairro de Al Salehiya, sob o controle das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo-árabe, em Al Hasaka.

A explosão coincidiu com a hora do "iftar", alimento com o qual se rompe o jejum após o mês sagrado muçulmano do Ramadã, que terminou ontem.

A fonte não descartou que o número de mortos aumente porque há feridos em estado grave e desaparecidos.

A cidade de Al Hasaka está dividida em distritos em poder das FSD e outros em mãos do Exército sírio.

Durante o último mês, o EI intensificou seus atentados dentro e fora da região, coincidindo com ofensivas militares contra seus domínios na Síria e Iraque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos