Polícia de Dallas acha material para fabricação de bombas em casa de suspeito

Washington, 8 jul (EFE).- Micah Xavier Johnson, o principal suspeito do massacre de policiais em Dallas (EUA), tinha em sua casa "material para a fabricação de bombas, coletes à prova de balas, fuzis, munição e um diário sobre táticas de combate", informou nesta sexta-feira a polícia local após realizar uma operação de busca e apreensão.

Segundo a polícia, mais de 200 oficiais já foram ouvidos sobre o incidente e "parece que pelo menos 12 agentes fizeram disparos com suas armas de serviço" durante o tiroteio com o suspeito.

Além disso, a corporação informou que um homem identificado como Brandon Waller foi detido no local "por acusações de armas não relacionadas" com o ataque.

Cinco policiais morreram e outras nove pessoas ficaram feridas, incluindo sete agentes, no ataque realizado na noite de quinta-feira durante uma manifestação contra violência policial em Dallas, no estado do Texas, e Johnson é apontado como principal suspeito pela chacina.

Ele é um ex-militar negro que serviu no Afeganistão e que, após causar as mortes e se entrincheirar em um estacionamento, afirmou, em negociação com a polícia, que seu objetivo era "matar pessoas brancas, especialmente policiais brancos", devido a casos de violência policial contra os negros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos