Ataques na periferia de Damasco e Aleppo deixam pelo menos 27 mortos

Beirute, 27 jul (EFE).- Pelo menos 27 pessoas morreram nesta quarta-feira por bombardeios e disparo de foguetes em zonas sob controle de opositores ao regime sírio na periferia de Damasco e na província de Aleppo, no norte do país, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Desses mortos, pelo menos 18 perderam a vida, entre eles quatro menores e mulheres, por ataques aéreos e pelo lançamento de projéteis de artilharia por parte das forças governamentais contra bairros do leste da cidade de Aleppo, em mãos de facções rebeldes.

O Exército sírio confirmou hoje em comunicado o cerco total aos distritos orientais de Aleppo, após o corte de todas as vias de provisões.

Enquanto isso, nos arredores dessa população, pelo menos três civis morreram por um bombardeio contra a cidade de Kafr Hamra, ao oeste de Aleppo.

Por sua vez, facções islâmicas lançaram foguetes contra as zonas de Yalame e Maaranaz, sob o domínio das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo-árabe respaldada pelos EUA, em Aleppo, onde deixaram um ferido.

Os grupos rebeldes e islâmicos acusam as FSD de colaborarem com os soldados do regime sírio, o que é negado pelo grupo.

Por outro lado, pelo menos seis pessoas morreram por bombardeios de aviões de guerra de origem desconhecida contra a área de Beit Saua, na região de Ghouta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores de Damasco.

Enquanto isso, prosseguem os combates entre os soldados governamentais, que estão apoiados pela organização xiita libanesa Hezbollah, e combatentes rebeldes na cidade de Hosh al Fara, reduto do opositor Exército do Islã em Ghouta Oriental, onde os leais ao governo de Damasco tomaram amplas partes.

O Exército do Islã é uma das facções insurgentes mais importantes da Síria e suas bases principais estão em Ghouta Oriental.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos