Especialista diz que avião da Malysia Airlines foi jogado de próposito no mar

Em Sydney (Austrália)

Um especialista em acidentes aéreos afirmou que o voo MH370, que desapareceu no dia 8 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo quando ia de Kuala Lumpur para Pequim, foi jogado deliberadamente no oceano Índico, informam nesta segunda-feira (1º) veículos de imprensa locais.

"Alguém pilotou o avião até o final do voo (...) alguém pilotou o avião contra a água", disse Larry Vance, que analisou o acidente da Swiss Air em 1998, para o Canal 9 da televisão australiana.

O especialista comentou ontem à noite que a parte encontrada no ano passado na ilha da Reunião e que foi entregue à França para sua análise é a evidência mais forte de que o Boeing 777 de Malaysia Airlines foi "planando" sobre o oceano, informou o portal de notícias "news.com.au".

Esta hipótese localiza o local do impacto em algum ponto muito mais ao sul da região de 120 mil quilômetros quadrados no litoral australiano onde se rastreia o aparelho, segundo os cálculos sobre o esgotamento do combustível.

Apesar de a França ainda não ter revelado suas conclusões, Vance considera que essa peça da asa do avião foi aberta para a aterrissagem e depois arrastada pela força de água, acrescentou a fonte.

Peter Foley, máximo encarregado da busca realizada pelo Escritório para a Segurança no Transporte da Austrália, não descarta a possibilidade de que alguma pessoa tenha controlado o avião até o final.

O funcionário australiano também admitiu que seu órgão viu "algumas análises dos franceses" que sugerem que a peça da asa foi aberta, o que apoiaria a teoria de que o desaparecimento foi premeditado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos