Novo atentado na cidade de Quetta, no Paquistão, deixa 13 feridos

Islamabad, 11 ago (EFE).- Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira pela explosão de uma bomba na passagem do veículo de um juiz na cidade de Quetta, no oeste do Paquistão, três dias após um ataque suicida contra um hospital na mesma cidade, que causou 72 mortes, a maioria de advogados.

Uma bomba de três quilos foi acionada por controle remoto na passagem do veículo do juiz Zahoor Shawani e uma viatura policial que o protegia, disse à Agência Efe o porta-voz da polícia da cidade, Ghulam Akbar.

A fonte disse que 13 pessoas ficaram feridas na explosão, incluindo quatro policiais.

O ministro do Interior do Baluchistão, Sarfaraz Bugti, disse que o alvo do ataque era o juiz e os policiais que faziam sua escolta.

"Estes ataques têm como objetivo sabotar o Dia da Independência no Baluchistão (14 de agosto). Estamos em uma zona de conflito e lutaremos com o vigor renovado", declarou Bugti aos veículos de imprensa no lugar da explosão.

O atentado aconteceu três dias depois da morte de 72 pessoas em um assalto suicida em um hospital de Quetta, onde estavam advogados e jornalistas após o assassinato pouco antes de um advogado.

O ataque da última segunda-feira foi um dos mais graves neste ano no Paquistão, ao lado do atentado suicida em um parque de Lahore que deixou mais de 73 mortos e mais de 350 feridos em março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos