Cartes se compromete a acabar com terrorismo após morte de 8 militares

Assunção, 27 ago (EFE).- O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, se comprometeu a acabar com o terrorismo em sua chegada do México, e depois que oito soldados morreram neste sábado em um atentado em uma área onde opera a guerrilha Exército do Povo Paraguaio (EPP).

Cartes leu um breve comunicado no qual se declarou "responsável pelo derramamento de sangue dos heróis de Arroyito", local do norte do Paraguai onde aconteceu o ataque.

Além disso prometeu "resultados contundentes" nos dois anos que lhe resta de mandato, completando que a "dor é imensa" após o atentado.

Cartes foi recebido no aeroporto pelo vice-presidente, Juan Afara, e pelo ministro do Interior, Francisco de Vargas, entre outras autoridades.

Os oito mortos integravam uma patrulha da Força de Tarefa Conjunta, contingente de militares e policiais criado pelo governo para combater o EPP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos