Manifestantes desafiam toque de recolher e fazem ato pacífico nos EUA

Em Washington

Centenas de pessoas desafiaram nesta sexta-feira (23), na cidade de Charlotte (Estados Unidos), o toque de recolher que entrou em vigor a partir de meia-noite (hora local) por causa dos distúrbios registrados esta semana após a morte do afro-americano Keith Lamont Scott em uma ação da polícia.

Após a meia-noite e em vista de que os manifestantes, que protestavam de forma pacífica, não tinham intenção alguma de deixar as ruas, a polícia optou por não impor o toque de recolher e esperar. Por volta das 1h30 (hora local), a maioria das pessoas já tinha deixado o protesto.

Charlotte (EUA) tem estado de emergência após distúrbios em protestos

A prefeita de Charlotte, Jennifer Roberts, havia decretado o toque de recolher até as 6h (hora local) como resposta à terceira noite de protestos, medida que "estará em vigor diariamente", enquanto a cidade permanecer em estado de emergência.

"Está proibido andar pelas ruas, becos, estradas ou qualquer outra propriedade pública, exceto aqueles que estejam buscando assistência médica, comida ou serviço necessário para o bem-estar próprio ou de suas famílias", afirmou a prefeita no decreto.

Os protestos começaram na última terça-feira, depois que uma policial matou a tiros Keith Scott, 43, no estacionamento de um edifício. A polícia acusou Scott de estar armado e de representar uma "ameaça de morte iminente" para os agentes, um relato que familiares e testemunhas rejeitaram.

Polícia decide não divulgar vídeo de abordagem a homem negro

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos