Exército da Argélia mata suposto jihadista perto da capital

Argel, 23 set (EFE).- O Exército da Argélia matou nesta sexta-feira um suposto jihadista em uma operação efetuada na cidade de Menaceur, vizinha da capital Argel, anunciou o Ministério da Defesa em comunicado divulgado em seu site.

Segundo a fonte, o suposto fanático muçulmano foi abatido nesta tarde durante uma operação de luta antiterrorista empreendida nesta região, situada menos de uma centena de quilômetros ao oeste da capital.

Os soldados do exército apreenderam, além disso, um fuzil de assalto, dois carregadores e três minas de fabricação artesanal, assim como três binóculos e três telefones celulares.

A atividade jihadista e o tráfico de armas aumentaram de forma considerável este ano na Argélia, assediada pela crescente instabilidade na região, em particular ao longo da porosa fronteira que compartilha com Tunísia e Líbia.

No último dia 13 de março, o vice-ministro de Defesa argelino, Ahmed Gaid Salah, admitiu que o país tem um grave problema de segurança nas fronteiras do leste e do sul, transformadas em local de reunião e treinamento para radicais que pretendem somar-se à organização jihadista Estado Islâmico (EI).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos