Morre miliciano do Hamas após desabamento de túnel que construía em Gaza

Gaza, 24 out (EFE).- Um miliciano do movimento islamita Hamas morreu nesta segunda-feira após o desabamento do túnel no qual trabalhava sob a cidade de Rafah, ao sul de Gaza e contígua com a fronteira com o Egito, segundo informou um comunicado.

O braço armado do grupo islamita, as Brigadas de Azedim Qassam, informou sobre a morte de Amir Abu Tu'eima, de 21 anos, que escavava um subterrâneo na Faixa.

O porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, Ashraf al Qedra, confirmou a morte e acrescentou que não houve mais vítimas no incidente.

Abu Tu'eima é o segundo palestino que morre em três dias durante o desabamento deste tipo de construções no enclave litorâneo, sob bloqueio israelense desde que em 2007 Hamas se colocou à frente do governo.

No sábado, Anas Abu Lashin, de 22 anos, morreu após o desabamento do túnel que construía ao leste do campo de refugiados de Al Mughazi, no centro da Faixa.

Mais de 20 palestinos morreram no último ano, a maioria deles membros do Hamas, enquanto escavavam subterrâneos em distintas partes da Faixa.

Israel lançou em 2014 uma operação militar de envergadura contra as milícias palestinas, com o Hamas à frente, com o fim, entre outros objetivos, de destruir este tipo de construções, usadas com fins militares, como armazenar armas ou para penetrar em território israelense.

As hostilidades, que duraram 50 dias, causaram a morte de cerca de 2,2 mil palestinos, dois terços deles civis, e de 73 israelenses, 67 deles soldados.

Na sexta-feira, o também movimento islamita Jihad Islâmica, instou às milícias a preparar-se para um novo possível enfrentamento com Israel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos