"Peshmergas" tomam maior aldeia de Bashiqa, sem resistência por parte do EI

Erbil (Iraque), 27 out (EFE).- As tropas curdas "peshmergas" entraram nesta quinta-feira na aldeia de Al Fadliya, a maior da região de Bashiqa, ao norte da cidade iraquiana de Mossul, sem que o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) opusesse resistência.

A tomada do povoado se completou após quatro dias de um cerco imposto pelas forças curdas.

Um comandante dos "peshmergas", Gayaz al Suryi, informou à Agência Efe que a aviação de guerra da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos bombardeou hoje vários alvos do EI nos arredores de Al Fadliya, o que facilitou o ataque curdo.

Além disso, Suryi destacou que a calma imperou na cidade desde a manhã de hoje, após os ataques aéreos, e que as tropas curdas entraram sem ter de lutar, depois de os jihadistas fugirem através de túneis localizados junto aos montes de Bashiqa.

Com esta operação, ressaltou o dirigente "peshmerga", as forças curdas "salvaram e libertaram mais de mil civis que o EI tinha detido contra sua vontade" dentro de Al Fadliya.

Agora as forças curdas estão inspecionando e retirando os artefatos explosivos que os extremistas colocaram na aldeia.

Por último, explicou que acharam seis corpos de combatentes extremistas que foram mortos nos bombardeios de hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos