Basílica de São Paulo sofre rachadura após terremoto na Itália

Roma, 30 out (EFE).- A Basílica de São Paulo Extramuros, uma das mais célebres de Roma, fechou momentaneamente as portas após o terremoto deste domingo para que os especialistas estudassem uma rachadura ocorrida na fachada, mas foi reaberta pouco depois.

As autoridades decidiram fechar o templo ao comprovar que uma pequena rachadura na fachada tinha aumentado de tamanho, segundo informou a imprensa local. Além disso, alguns fragmentos do telhado também foram encontrados soltos.

A Basílica de São Paulo Extramuros é uma das mais importantes famosas de Roma, por ter categoria de templo papal, e foi reconstruída no século XIX, após o incêndio que a destruiu em 1823.

Neste domingo também foram realizadas inspeções em outros importantes templos da capital italiana, como a Basílica de Santa Maria Maior e a de São Lourenço Extramuros, que também não apresentaram grandes danos.

O terremoto foi registrado às 7h40 locais (4h40 em Brasília) a cerca de dez quilômetros de profundidade e o epicentro foi situado próximo aos municípios de Norcia, Castelsantangelo sul Nera, Preci e Visso. Essas localidades se encontram em uma região montanhosa entre as regiões de Úmbria e Marcas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos