Espanha detém 4 pessoas de rede de tráfico de refugiados sírios usada pelo EI

Madri, 28 nov (EFE).- A Guarda Civil da Espanha prendeu nesta segunda-feira quatro pessoas que fazem parte de uma rede de imigração clandestina que poderia ter sido utilizada pela organização jihadista Estado Islâmico (EI), relacionada com a rota de refugiados sírios.

Duas detenções ocorreram em La Coruña, no noroeste do país, e as outras duas em Almería, no sudeste, informou o Ministério do Interior espanhol.

Essas prisões estão relacionadas com a investigação sobre as conexões na Espanha de dois supostos terroristas do EI detidos na Áustria, que entraram na Europa através da ilha de Leros, na Grécia.

Esta rede, com a qual teriam mantido contato os quatro detidos, operaria na denominada "rota dos refugiados sírios" entre a Turquia e a Europa Oriental.

Esta seria a mesma rota utilizada em outubro de 2015 por diversos integrantes do EI para entrar na Europa junto com os autores dos atentados de Paris de novembro do ano passado.

Segundo as investigações, os detidos teriam mantido contato, tanto antes como depois dos atentados, com pelo menos um dos terroristas detidos em Salzburgo, na Áustria, um mês depois.

Por causa da investigação dos atentados na capital francesa, os especialistas da Guarda Civil estão tentando determinar se esses contatos estão vinculados com a trama terrorista, ou se seriam ações derivadas da própria rede de imigração clandestina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos