Atentado com carro-bomba em Istambul foi cometido por suicida

(Acrescenta novas informações).

Istambul, 10 dez (EFE).- O carro-bomba que explodiu neste sábado perto do estádio do Besiktas no centro de Istambul foi um atentado suicida, afirmou o ministro do Interior da Turquia, Süleyman Soylu, logo depois que chegou à cidade.

Soylu confirmou que houve duas explosões e indicou que se estima que pelo menos uma foi causada por um suicida, mas não atribuiu a responsabilidade a nenhuma organização.

"Em breve faremos uma declaração detalhando se há mortos", acrescentou enquanto se deslocava ao local da explosão.

Anteriormente, o mesmo ministro tinha afirmado que pelo menos 20 policiais ficaram feridos no atentado, que aconteceu pouco depois do final de uma partida entre Besiktas e Bursaspor.

O Bursaspor confirmou que não há feridos entre seus torcedores, já que estes já tinham deixado o estádio "cinco minutos antes" que explodisse o carro-bomba, perto da porta de visitantes.

Segundo a emissora "CNNTÜRK", as duas explosões aconteceram nas ruas que rodeiam o estádio pelos dois lados, uma região que está a pouco mais de 500 metros da praça Taksim e na qual se encontraram vários hotéis importantes.

A mesma emissora mostrou imagens de trabalhadores de um hotel varrendo vidros supostamente destruídos pela deflagração.

O Conselho de Radiotelevisão da Turquia (RTÜK) proibiu a transmissão de notícias sobre o incidente, salvo reprodução de informações oficiais, como é habitual em casos de atentados, mas várias emissoras seguem transmitindo nas imediações do estádio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos