Feiras de Natal encantam turistas em Praga com decoração, aromas e sabores

Gustavo Monge.

Praga, 12 dez (EFE).- As tradicionais feiras de Natal de Praga voltaram a dar um ambiente especial às principais praças da capital da República Tcheca e a oferecer aromas e sabores de produtos típicos locais que encantam turistas, como o trdelnik (um doce com recheios variados e com massa que lembra o pretzel), licor de mel, "batatas" de marzipã e vinho quente.

A maior destas feiras fica na Praça Velha, onde desde o dia 26 de novembro e até o Dia de Reis haverá tendas que vendem lembranças, artesanatos, porcelanas e produtos culinários.

Também é facilmente notado o intenso cheiro de carvão vindo de lojas artesanais de ferreiros, que forjam com as mãos artigos para os turistas.

Nessa atmosfera tradicional não falta o demônio natalino "krampus", nem um imenso pinheiro, que procede do norte da Boêmia e mede 31 metros. Para evitar aglomerações durante sua simbólica iluminação, o que no passado causou acidentes, desta vez as luzes da árvore são acesas a cada hora entre 17h30 e 20h30 ao som de uma melodia, para que todos possam contemplar o espetáculo sem tumultos.

Neste ano, a majestosa árvore é decorada com motivos de pão de mel, e em seu redor há estábulos com cabras, ovelhas e pôneis, que podem ser alimentados pelas crianças. Grupos corais infantis cantam as tradicionais músicas natalinas.

Ao lado da catedral de São Vito foi aberta outra feira, que oferece nas mesmas datas um ambiente similar, repleto de delícias e localizado em um lugar de encher os olhos.

Um dos produtos mais vendidos - se não aos turistas, a moradores - é o "vinho quente", um elemento indispensável devido às baixas temperaturas da época. É alto o consumo desta bebida, que contém condimentos como canela, cravo e anis.

"Reconforta no inverno e tem um cheiro muito bom. Tem um pouco de álcool, mas não deixa 'alto'. Aquece. É uma bebida tradicional tcheca que é típica nestas feiras. Em Londres tem também, mas não é tão bom", comentou Barbara, uma jovem tcheca que mora na capital do Reino Unido.

Os espanhóis Marta e Ignacio, de Valladolid, tremiam de frio diante da gigantesca árvore de natal e mal esperavam o momento de degustar o vinho quente.

"É preciso vinho quente antes de tudo. Na Espanha não existe", disse Marta, a quem chama a atenção o grande número de turistas em Praga mesmo no intenso frio.

A cidade se veste de Natal e atrai visitantes de todo o mundo, entre eles uma família de Cali (Colômbia) que vive em Bogotá.

"Ouvimos falar do relógio astronômico e da árvore de Natal, e claro, das feiras", disse Rafael, que além do vinho quente, esperava provar a celebrada cerveja tcheca.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos