Indiano mata empregado para fingir sua própria morte e cobrar seguro

Nova Délhi, 29 dez (EFE).- A polícia indiana deteve um homem que, por conta das dificuldades financeiras, matou seu empregado doméstico com a intenção de se fazer passar por ele para que sua família cobrasse o dinheiro do seguro de vida, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.

O assassino, identificado como Baljeet Singh, foi detido ontem, um mês após ter matado seu empregado e fingido que o corpo era seu "para reivindicar o seguro", disse à Agência Efe Tarun Kumar, superintendente da Polícia de Kaithal (estado de Haryana), onde aconteceu o fato.

Singh confessou ter matado a tiros o criado para depois colocar o corpo no banco do motorista de seu carro e queimá-lo, uma ideia que obteve de um filme de Bollywood, segundo a agência indiana "TNN".

Após o crime e como parte do plano para fingir sua própria morte, Singh fugiu para o estado do Rajastão (noroeste) e começou a viver como um "sadhu", ou asceta hindu, dedicado à vida contemplativa e à meditação, enquanto sua família reivindicava o dinheiro da apólice.

Segundo fontes policiais, a indenização do seguro do acusado era de aproximadamente meio milhão de euros, e as autoridades o prenderam após ter utilizado um documento de identidade para alugar um quarto no Rajastão.

Singh era agente imobiliário e tinha um negócio de empréstimo de dinheiro em pequena escala que afundou após a retirada das notas de rúpia de maior denominação no país no dia 8 de novembro.

Naquela noite, o primeiro-ministro, Narendra Modi, fez um incomum discurso televisivo no qual informou que as cédulas de 500 e 1.000 rúpias sairiam de circulação com efeito quase imediato, o que provocou uma falta generalizada de liquidez.

A medida tinha como objetivo combater a corrupção e acabar com o dinheiro falso no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos