Ataque suicida contra tribunal no Paquistão deixa 8 mortos

Islamabad, 21 fev (EFE).- Pelo menos oito pessoas, entre elas três terroristas morreram e 12 ficaram feridas por conta de um ataque suicida em um tribunal no noroeste do Paquistão, reivindicado por Jamaat-ul-Ahrar (JuA), cisão do principal grupo talibã do país, o Tehrik-e-Taliban Pakistan (TTP).

"Cinco pessoas morreram, entre elas quatro policiais, e dez ficaram feridas", disse à Agência Efe o chefe da delegacia de polícia da região de Tangi, na província de Khyber Pakhtunkhwa, Gul Sher.

O oficial da polícia explicou que os terroristas se aproximaram do tribunal e começaram a atirar, fora do edifício, dois deles explodiram as bombas que levavam e outro foi morto quando tentava entrar nele.

"Eles atiraram contra as forças de segurança enviadas para o tribunal, estas responderam e mataram um deles. Os outros dois detonaram as bombas", disse Sher.

O policial afirmou que os juízes e advogados estão seguros no tribunal.

Após o atentado, o JuA reivindicou a autoria do atentado através da rede social Twitter.

"Graças a Deus, e pela graça de Alá, nossos guerrilheiros entraram em um tribunal em Charsadda", disse JuA.

Este grupo também reivindicou o atentado na semana passada uma manifestação na cidade de Lahore onde morreram 14 pessoas.

Em seguida, eles prometeram lançar uma campanha de ataques no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos