Ex-chefe de governo de Hong Kong é condenado a 20 meses de prisão

Hong Kong, 22 fev (EFE).- Ex-chefe do governo de Hong Kong, Donald Tsang, foi condenado nesta quarta-feira a 20 meses de detenção após ter sido declarado culpado de conduta indevida na última sexta-feira, o que lhe transforma no funcionário de mais alto categoria que vai a prisão na história de Hong Kong.

Tsang, de 72 anos, recebeu hoje um quarto do período de sete anos, que ele enfrentou depois de ter sido condenado em um caso de conflito de interesses relacionados com a aprovação de licenças em troca do uso de um luxuoso cobertura de três andares na vizinha cidade chinesa de Shenzhen, ocorrida durante seu mandato.

O alto cargo que ostentava no momento que cometeu o crime "é um importante e significativo do grau de criminalidade", no caso, disse o juiz Andrew Chan, antes da publicação da sentença contra Tsang, que chegou hoje algemado ao tribunal de Hong Kong depois que sua prisão preventiva foi decretada na última segunda-feira.

O juiz disse que tinha reduzido dez meses a sentença prevista para Tsang após considerar sua boa conduta e o serviço público, de 40 anos, que o agora condenado havia dedicado à administração pública.

No entanto, o ex-chefe do governo do ex-colônia britânica entre 2005 e 2012 deverá enfrentar um novo julgamento por suborno, que pode ser realizado em setembro.

Tsang se tornou no segundo chefe do governo de Hong Kong em 2005, depois que seu antecessor, Tung Chee-hwa, renunciou ao cargo, e foi eleito nas eleições de 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos