Morre um dos pedestres atropelados na Alemanha

Berlim, 25 fev (EFE).- Um dos três pedestres atropelados neste sábado por um carro que invadiu uma calçada em Heidelberg, no oeste da Alemanha, morreu em um hospital da cidade, informou a Polícia.

Em comunicado conjunto, a Promotoria de Heidelberg e Polícia de Mannheim - cidade vizinha - destacaram que, por enquanto, não há indícios de que o atropelamento seja um ato terrorista. O motorista é um cidadão alemão de 35 anos e que está sendo operado, após ser atingido por tiros da Polícia no momento da prisão.

A pessoa que morreu é um alemão de 73 anos que ficou gravemente ferido. Outras duas pessoas tiveram ferimentos leves: um homem da Áustria de 32 anos e uma mulher da Bósnia-Herzegóvina de 29 anos. Ambos foram atendidos no local e não precisaram ser hospitalizados.

Na investigação aberta participam a Promotoria de Heidelberg, a Polícia de Mannheim e o Escritório de Investigação Criminal do estado federado de Baden-Württemberg.

Conforme o boletim policial, pouco antes das 16h (horário local, meio-dia em Brasília) um homem conduziu o carro que dirigia na direção de grupo de pessoas que estava ao lado de uma padaria na Praça Bismarck, lugar muito movimento nos fins de semana.

Após o atropelamento, ele desceu do carro e se afastou do lugar armado com uma faca até que, não muito longe dali, foi interceptado pela Polícia. De acordo com a corporação, os agentes fizeram uso de armas de fogo na detenção.

O jornal "Rhein Neckar Zeitung" afirmou que o atropelamento foi intencional e cometido por uma pessoa com problemas psíquicos. A Polícia não confirmou essa versão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos