Detenções na fronteira com México subiram na transição entre Obama e Trump

Washington, 27 fev (EFE).- A Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos deteve 31.575 imigrantes ilegais no limite sul com o México no mês de janeiro, durante a transferência de poderes entre os presidentes Barack Obama e Donald Trump, segundo informação divulgada nesta segunda-feira por este órgão.

O número é o mais elevado dos últimos cinco anos durante o primeiro mês do ano e representa um aumento de 32% em relação ao mesmo período de 2016, quando os imigrantes ilegais detidos foram 23.758.

Das 31.575 detenções, 4.421 foram de menores de idade desacompanhados, enquanto o resto foram 9.304 de unidades familiares.

Além das detenções, a patrulha também negou a entrada no país para 10.899 pessoas (601 menores desacompanhados e 2.739 unidades familiares) nas portas de entrada da fronteira sul com o México.

Estes números confirmam a tendência de crescimento registrado durante os últimos meses de 2016, o mais elevado dos fluxos migratórios nos últimos anos.

Em dezembro foram detidos 43.254 imigrantes ilegais (17% a mais que no ano anterior), em novembro foram 47.211 (aumento de 44%) e em outubro foram 46.182 (41% a mais).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos