Moscou exige que Ucrânia suspenda bloqueio às regiões rebeldes pró-russas

Moscou, 28 fev (EFE).- O representante da Rússia no Grupo de Contato para o conflito no leste da Ucrânia, Boris Gryzlov, exigiu nesta terça-feira que Kiev suspenda imediatamente o bloqueio às regiões rebeldes pró-russas de Donestk e Lugansk.

"Hoje (...) peço a Kiev que adote imediatamente medidas para pôr fim ao bloqueio econômico e de transporte de Donbass (nome pelo qual são conhecidas as regiões ucranianas insurgentes)", disse Gryzlov a um grupo de jornalistas.

O representante russo afirmou que está havendo "uma ampliação do bloqueio do transporte" e advertiu que "este tipo de ação, que, de fato, perseguem o isolamento social e econômico, inevitavelmente exigem medidas de resposta".

"Donbass não é um enclave nem uma ilha", ressaltou Gryzlov, em alusão ao fato de as milícias das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk controlarem um setor da fronteira russo-ucraniana.

Além disso, lembrou que a Rússia não pode permitir uma "catástrofe humanitária, social e econômica em um território com uma população mais numerosa que a de uma série de países europeus".

Gryzlov exigiu também que as autoridades ucranianas garantam a segurança e o funcionamento ininterrupto da estação de tratamento de água da cidade de Donetsk.

Ontem, os líderes pró-Rússia de Donetsk e Lugansk ameaçaram impor administrações externas às empresas que operam sob jurisdição ucraniana em seus territórios caso Kiev não suspenda o bloqueio às provisões de carvão provenientes das regiões rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos