Exército queniano mata 52 terroristas e destrói base de Al Shabab

Johanesburgo, 21 abr (EFE).- As Forças Armadas do Quênia mataram nesta sexta-feira 52 membros do grupo Al Shabab e tomaram uma base desta milícia islamita no sul da Somália, informou um porta-voz militar em comunicado publicado pelo jornal "The Star of Nairobi".

A operação aconteceu em Badhaadhe, na região somali de Juba Baixa.

"Foram confiscados sete fuzis AK-47, uma pistola, dois telefones, 104 balas", explicou o porta-voz do Exército queniano, Joseph Owoth, acrescentando que vários terroristas conseguiram fugir apesar dos ferimentos sofridos no confronto.

Tropas quenianas ajudam desde outubro de 2011 o Governo somali na luta contra Al Shabab, um grupo fundamentalista que aspira a instaurar um Estado islâmico wahabista no país do Chifre da África.

A presença de seus soldados na Somália converteu o Quênia em objetivo constante dos jihadistas, cujos massacres em solo queniano causaram mais de 350 mortos nos últimos anos.

Al Shabab se filiou em 2012 à rede internacional de Al Qaeda e controla parte do território no centro e no sul do país.

A Somália vive em um estado de guerra e caos desde 1991, quando o ditador Mohamed Siad Barré foi retirado do poder.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos